REALIZAR-ME ATRAVÉS DE MINHAS PRÓPRIAS PALAVRAS, ENCONTRAR-ME NELAS, ESCREVER E REESCREVER A HISTÓRIA DA MINHA VIDA E DAQUELES QUE FAZEM PARTE DELA, SAIR DO RASCUNHO, PASSAR A LIMPO QUANTAS VEZES FOREM NECESSÁRIAS , REVISAR CADA MOMENTO VIVIDO ATRAVÉS DAS LEMBRANÇAS GUARDADAS NA MEMÓRIA, ASSIM SEREI AUTORA DA MINHA PRÓPRIA HISTÓRIA, SEM PLÁGIOS OU CÓPIAS, APENAS AUTÊNTICA.










quarta-feira, 4 de julho de 2012


VAMOS FALAR DE FLORES
OU QUEM SABE DE AMORES,
UMA VEZ QUE A VIDA É TÃO IMEDIATISTA,
E O ACASO PODE ACONTECER,
MAS REPENTINAMENTE.
O ABANDONO INVADE O CORAÇÃO,
SENSAÇÕES PERCORREM A MENTE,
VIBRAÇÕES PELO CORPO,
QUE INERTE ACUSA O TEMPO
PELO SENTIMENTO NÃO SENTIDO,
PELA VIDA NÃO VIVIDA,
PELAS EMOÇÕES NÃO DESCOBERTAS.
O SILÊNCIO GRITA,
O NÓ FORTE NA GARGANTA,
A CARNE TREMULA, NECESSITA,
ANSEIA PELO AMOR
DESEJADO E MERECIDO,
EMBORA APARENTEMENTE
IMPOSSÍVEL DE ACONTECER.

Nenhum comentário:

Postar um comentário