REALIZAR-ME ATRAVÉS DE MINHAS PRÓPRIAS PALAVRAS, ENCONTRAR-ME NELAS, ESCREVER E REESCREVER A HISTÓRIA DA MINHA VIDA E DAQUELES QUE FAZEM PARTE DELA, SAIR DO RASCUNHO, PASSAR A LIMPO QUANTAS VEZES FOREM NECESSÁRIAS , REVISAR CADA MOMENTO VIVIDO ATRAVÉS DAS LEMBRANÇAS GUARDADAS NA MEMÓRIA, ASSIM SEREI AUTORA DA MINHA PRÓPRIA HISTÓRIA, SEM PLÁGIOS OU CÓPIAS, APENAS AUTÊNTICA.










domingo, 21 de fevereiro de 2010

LEVEZA


JÁ SENTIU VONTADE DE VOAR? LIVRE ,LEVE E SOLTO? QUEM NUNCA TEVE VONTADE? EU JÁ, E INÚMERAS VEZES. FINAL DE TARDE COLOCAMOS AS CADEIRAS NO CARRO E SEGUIMOS EM DIREÇÃO À PRAIA, NENHUMA EM ESPECÍFICO, MAS QUERÍAMOS SENTIR A BELEZA DA NATUREZA, A BRISA DO MAR A SOPRAR E AS ONDAS A NOS TOCAR. NÃO DEMORAMOS MUITO A CHEGAR, E LÁ ESTÁVAMOS DIANTE DE UMA BELEZA INIGUALÁVEL, CRIADA POR DEUS E MUITAS VEZES DEGRADADA PELO HOMEM. INSTALAMO-NOS PRÓXIMO A ÁGUA, PARA PODERMOS SENTIR NOSSOS PÉS MOLHADOS PELA DELICIOSA ÁGUA DO MAR, MAS FOMOS ALÉM, NÃO RESISTIMOS, TOCAMOS NA AREIA, E LOGO NOS VIMOS COMO CRIANÇAS A CONSTRUIR CASTELINHOS DE AREIA. MAS COMO TUDO QUE É BOM DURA POUCO, TÍNHAMOS QUE IR EMBORA, QUEM SABE OUTRO DIA RETORNAMOS PARA NOVAS EMOÇÕES E SENSAÇÕES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário